Sonhos com E para Stella- Ariadne Catarine e Fabiana Carneiro
6 de novembro de 2023
Ensaios de Antropologia e Alimentação: um olhar interdisciplinar.– Org. Fernanda Santiago e Vilson Caetano.
27 de novembro de 2023

Praticas de leitura com Literatura Negra- Org. Josevaldo Santiago

R$70,00

Selo editorial: Segundo Selo
Equipe Técnica:
Organizador(a): Josevaldo Santiago, Ana Carla Portela. Ana Paula do N. De Santana, Jacqueline Nogueira Cerqueira, Jorge Augusto, José Mario Conceição Zeferino, Katiúcia Ribeiro, Ligia Santos Costa, Mirela Gonçalves Conceição, Nini Kemba Náyò, Sílvio Roberto dos Santos Oliveira, Taísa de Souza Ferreira.
Edição: Jorge Augusto
Foto de Capa: Acervo pessoal da autora
Capa: Mariana de Paula
Revisão:  Livia Maria de Souza
Conselho editorial: Ana Lucia Silva Souza
Cleber Lázaro Julião Costa
Elisangela dos Passos Mendes
Jorge Augusto de Jesus Silva
Lanuza Lima Santos
Maria Dolores Sosin Rodriguez
Osvaldo Francisco Ribas Lobos Fernandez
Silvana Carvalho Fonseca
Sílvio Roberto Oliveira
Tatiane Pereira Muniz
Ubiraneila Capinan Barbosa
Vanessa Silva dos Santos

Características:

Capa: Mole

Tamanho: 15×22
N° de Paginas: 251
Idioma: Português
ISBN: 978-65-86754-56-8

34 em estoque

Descrição

Sinopse: 

Poder é o Àṣẹ!

É a força para transformar e é o que cada palavra escrita neste livro nos proporciona, uma transformação na maneira como olhamos para nossa des-educação. A educação deve ser entendida como um campo de reflexões sobre a vida, de viver a vida dentro de sua realidade histórica, desde a infância somos ensinados a amar a história do outro numa tentativa de destruição de nossa forma de nos percebermos no mundo. Nesse sentido, a publicação de Práticas de Leitura com Literatura Negra – Lei 10.639/03 é de extrema importância porque marca dois feitos fundamentais na história negra no Brasil.

O primeiro são os vinte anos da promulgação da lei 10.639/2003, um momento de singular importância para avaliação e avanços dos estudos sobre África e as diásporas africanas. Hoje, os estudos sobre história Africana não servem apenas como antídoto eficaz para compreensão de sua realidade histórica, ele  é o vetor que moverá a população preta para um destino alicerçado em seu passado. Sancionada em 09 de janeiro de 2003, a lei torna-se a ferramenta primordial na reconstrução imagética do continente africano, integrando o diálogo das relações raciais, inexistente nos espaços escolares, construindo na criança negra a referência positiva frente ao seu legado histórico.

Essa obra realiza o trabalho no sentido contrário na educação formal que não se propõe a educar, mas sim des-educar – formatar! A obra reafirma as bases históricas e apresenta métodos profundos das bases africanas e diaspóricas de protagonismos do próprio povo negro, oferendo formações complementes para a grandiosidade do ser africano e apenas por esse feito já é digno de aplausos e incontáveis leituras. Acredito que essa é a ação dentro do projeto pedagógico mais eficaz que essa obra pode nos proporcionar.

Que o Àṣẹ dessas palavras seja o antídoto para o nosso destino de vitória.

Àṣẹ em nós, Àṣẹ para nós!

 

-Katiúscia Ribeiro

Informação adicional
Peso 403 g
Dimensões 15 × 1,5 × 22 mm

Você também pode gostar de…