Mulheres vulnerabilizadas: Percepções de violência em contexto de rua num território de Salvador – Edicarla Macedo da Rocha
9 de setembro de 2020
Bicha Velha Vira Hétero?: Etnografia de um clube de sexo para homens – Paulo Marcos de Assis Barros
29 de setembro de 2020

Entre a terra e o rio: Processo de Visibilização do Trabalho Feminino no Campo

– Greice Bezerra Viana

R$35,00

O livro de Greice Bezerra tem trilha sonora que salta das páginas à medida que se segue lendo há vilarejo ali onde areja um vento bom…. Pau D’arco em muito se assemelha a tantas outras comunidades rurais (familismo, terra/patrimônio, produção familiar, pluriatividade etc.), mas ao deslindar as relações de gênero e sua configuração espacial no território, de terra e de água, a autora pouco a pouco revela o processo de conquistas das mulheres no trabalho e no plano simbólico. A autora me levou, ainda, para memórias da infância num bairro popular, que outrora era uma fazenda, de Salvador. Tal qual as mulheres daqui, as de Pau D’arco tiravam o sábado para faxinar a casa, com as jovens e meninas da família. As daqui trilharam outros caminhos para a independência financeira e a autonomia pública. As de lá encontraram o sustento principal das famílias e a voz de ser quem são no cultivo da terra: na horta. Peitos fartos, filhos fortes. Sonhos semeando o mundo real…

Compositores da canção “Vilarejo”: Antônio Carlos Santos de Freitas / Marisa de Azevedo Monte / Pedro Cidade Gomes / Arnaldo Augusto Nora Antunes Filho

Escrito por Ubiraneila Capinan

Categoria:
Compartilhe com Seus amigos